Comando FOR: A flexibilidade na sua mão

Introdução

O comando FOR já foi abordado nos artigos sobre  comando de repetição e sub-rotina. Esses artigos mostraram o comando FOR de uma forma genérica, pois as sintaxes e os exemplos apresentados abordaram cinco linguagens diferentes (PASCALDELPHIC/C++JAVA e PHP). Este artigo irá mostrado a flexibilidade do comando FOR na linguagem de programação C/C++, mas os exemplos apresentados podem ser utilizados na linguagens JAVA e PHP com as devidas modificações, quando necessário.

Definição

O comando de repetição FOR permite aos desenvolvedores de programas determinar a quantidade de vezes que uma ação deve ser repetida.

Observando a sintaxe do comando FOR na linguagem de programação C/C++ é possível dividir o mesmo em 3 (três) seções mais o bloco de comandos.

Sintaxe do Comando FOR:

Nessa sintaxe, tanto as seções quanto o bloco de comandos são bastantes flexíveis, pois embora VARIAVEL_CONTROLECONDICAO_PARADA e PROCESSAMENTO façam referencia a uma única variável de controle, é possível utilizar mais de uma variável de controle nesse processo.

Também é possível omitir qualquer uma das seções ou o bloco de comandos. Com todos esses opcionais e podendo ser utilizados de diversas maneiras, o comando de repetição FOR da linguagem C/C++ pode ser considerado um canivete suíço, se comparado ao comando de repetição com mesmo homónimo em outras linguagens.

canivete_suico

Os desenvolvedores da linguagem de programação C/C++ devem conhecer o comando FOR detalhadamente para poder utiliza-lo como apenas um verdadeiro NINJA o faria.

Exemplo:

Todos os códigos apresentados neste artigos, com exceção do último,  resolvem o mesmo problema:

– Calcular o fatorial de um número natural.

Por que resolver o mesmo problema? Porque dessa maneira ficará mais clara a flexibilidade do canivete suíço da linguagem C/C++.

Código #1:

Esse primeiro código mostra a maneira mais comum de se utilizar o comando FOR. Nele percebemos claramente as 3 (três) seções e o bloco de comandos.

Código #2:

Nesse código a inicialização da variável de controle foi omitida do comando FOR, embora ela tenha sido inicializada na linha 4 (quatro).

Código #3:

Nesse código a condição de parada foi omitida do comando FOR. A parada é controlada pelo comando comando IF, onde será acionado o comando BREAK. O comando BREAK força a saída dos comandos de repetição.

Código #4:

Esse código é uma variação do anterior, mas o resultado final será o mesmo.

Código #5:

Nesse código o processamento da variável de controle não foi informado no comando FOR, esse processamento acontece dentro do bloco de comandos na linha 6 (seis).

Código #6:

Nesse código nenhuma das 3 (três) seções foram informadas no comando FOR, mas é fácil perceber que a variável de controle foi inicializada na linha 4 (quatro), a condição de parada ficou com o comando comando IF da linha 7 (sete) e o processamento é feito na linha 10 (dez).

Código #7:

Esse código é quase perfeito para calcular o fatorial com o comando FOR na linguagem C/C++. Todas as seções estão presentes, mas na seção de processamento temos 2 (dois) procedimentos:

1º – O valor atual de fatorial é calculado;
2º – O valor da variável de controle é incrementado.

Código #8:

Aqui temos um código NINJA, ele é a evolução do código anterior, pois na ultima seção os dois procedimentos são apresentados como um só, embora os dois procedimentos continuem existindo.

Último código (Não calcula o fatorial):

Explicando o código:

Esse código não resolve nenhum problema em particular, ele foi apresentado apenas para que o iniciante na linguagem C/C++ conheça mais uma característica do comando FOR. Na primeira seção do comando foram iniciadas duas variáveis de controle, i = 1 e j = 10. Na segunda seção foram incluídas duas condições lógicas unidas pelo Operador Lógico E, representado nesse exemplo pelo E Comercial duplo (&&). Na última seção existe o processamento das duas variáveis de controle.

A saída do exemplo será semelhante ao apresentado abaixo:

Conclusão

O comando FOR faz parte dos comandos de repetição comum nas linguagens de programação, mas a linguagem C/C++, e outras que utilizam a sintaxe baseada nesta, tornam esse comando de repetição uma ferramenta multi-funcional e flexível. Esse artigo apresentou alguns exemplos para que o iniciante na linguagem C/C++ entenda o quanto o comando FOR é robusto.

Até o próximo artigo.

Assuntos relacionados:

Comando de Repetição: Iterar e reduzir

Sub-rotina: Chame-me quando precisar

IF: Qual o caminho?

Possui mestrado em Computação Aplicada pela Universidade Estadual do Ceará (2010), especialização em Engenharia de Software pela Faculdade de Juazeiro do Norte (2010), graduação em Automática pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará (2005). Tem experiência na área de Ciência da Computação , com ênfase em Sistemas de Computação, atuando principalmente nos seguintes temas: Desenvolvimento dos programas de computador IndSist, Store, Teacher entre outros. Desenvolvimento dos programas Mobile-Android Agenda Iterativa e Guia Cariris.Disciplinas que ministra ou ministrou no ensino superior: Linguagem de Programação, Paradigma de Programação, Estrutura de Dados, Engenharia de Software, Banco de Dados. Currículo Lattes